Páginas

Religião e Fatos

Ainda abordado a relação da idolatria e da prostituição cultural, vamos abordar algumas questões sobre a pedofilia e idolatria na antiguidade clássica.


zeus-hera_ 

  Ganímedes ou Ganimedes (em grego: Γανυμήδης, na mitologia grega, era um príncipe de Troia, por quem Zeus se apaixonou.  Nas imediações de Troia, o jovem cuidava dos rebanhos do pai, quando foi avistado por Zeus. Atordoado com a beleza do mortal, Zeus transformou-se em uma águia e raptou-o, possuindo-o em pleno voo. Ele passou a ser o copeiro dos deuses.

zeus-e-ganimedes-s 

   A partir de mitos de amor entre homens e deuses surge a pederastia, que eram as relações sexuais entre homens velhos e crianças, hoje consideradas absurdas para a nossa sociedade mas aceitas na antiguidade e inspiradas pelos deuses, alguns defendem que estes rapazes eram os malakoi ao qual o Apostolo Paulo condenou e os que abusavam deles os arsenokoitais, mas isto ainda é bastante confuso, já que já existia uma palavra grega para pederastia.

Adriano Busto 

  Um exemplo de como os mitos e os deuses influenciavam a vida na antiguidade foi o imperador Adriano mais conhecido apenas como Adriano, foi imperador romano de 117 a 138. Pertence à dinastia dos Antoninos, sendo considerado um dos chamados "cinco bons imperadores". Em Roma, ele re-construiu o Panteão e construiu o Templo de Vénus e Roma.

200px-Antinoo83 

  Adriano  teve um amante  chamado Antinoo, e Adriano era trinta e quatro anos mais velho que Antínoo , enquadrando-se a relação no modelo pederástico dos catamitas da Grécia Clássica.  Em Outubro de 130, durante uma visita ao Egipto, Antínoo morreu afogado no rio Nilo, mas as circunstâncias em que o evento ocorreu são pouco claras.

Amante de Adriano 

  Frequentemente defende-se que o próprio Antínoo ofereceu-se como sacrifício aos deuses, de modo a assegurar a prosperidade de Adriano. Na época o imperador passava por um mau período, marcado por problemas de saúde, revoltas em partes do Império Romano, seca e fome no Egipto. Adriano e Antínoo tinham sido iniciados nos mistérios de Elêusis, sendo provável que as suas vidas tenham tomado um carácter mais místico.


catamitas 

  No Egipto acreditava-se que a morte de um jovem no Nilo seria favorável à obtenção do favor dos deuses (sendo a pessoa associada a Osíris) e não era estranho ocorrerem mortes cerimoniais
 na época do ano em que Antínoo e Adriano visitaram o país.

Erastes_eromenos_Staatliche_Antikensammlungen_1468

Cena de pederastia: o erastas (amante) toca o queixo e a genitália do eromenos (amado). A pedido de Antínoo, em vida, Adriano manda embalsamar o seu corpo pelos egípcios e depositá-lo, no descanso profundo, num túmulo semelhante ao de um faraó, com túneis subterrâneos, hieróglifos… Para além disso, em sua honra, manda construir uma cidade com o nome de Antínoo na qual se implantará o culto a Antínoo, que terá acumulado a esta personagem o carácter divino.

antinoogod

img_1_31_1807
Escultura do deus Dionisio

Dioniso ou Dionísio (em grego: Διώνυσος ou Διόνυσος, transl. Diōnisos ou Diónisos) é na antiga religião grega o deus dos ciclos vitais, das festas, do vinho

Nenhum comentário:

Postar um comentário